Archive for the ‘ História, Cultura e Literatura Indígena ’ Category

A encantadora de baleias (trailer)

Sinopse: a protagonista do filme é uma garota do povo indígena Maori, da Nova Zelândia que frequenta uma escola indígena, onde aprende a antiga tradição de seu povo. Na escola ela se interessa pelo herói mítico de seu povo, Paikea, que liderou seu povo até um local bom para se viver.

Ficha técnica: dirigido por Nick Caro, EUA/ Alemanha, 1h45min, 2002.

Comentário: o filme retrata a vida atual do povo Maori e os conflitos da tradição com as pressões da sociedade envolvente. Promove a reflexão sobre a dinâmica da cultura entre diferentes gerações.

Não está disponível no youtube, mas para locação.

Recomendado para educadores, Ensino Infantil, Fundamental e Médio.

Anúncios

A lenda do dia e da noite, uma viagem ao desconhecido

Sinopse: curta metragem em animação, retrata o mito de origem da noite na visão do povo Karajá. Ficha técnica: Rui Oliveira, 16min, 2002.

Comentário: o curta-metragem em animação mostra de modo lúdico e interessante o mito karajá sobre a origem da noite. Proporciona o conhecimento da cultura e mitologia, assim como a reflexão sobre a diversidade cultural.

Recomendado para educadores, Ensino Infantil, Fundamental, Médio e EJA.

Já se encontra no youtube no link:

http://www.youtube.com/watch?v=v4LERka3bOY

Corumbiara

Sinopse:  o documentário retrata os conflitos e crimes contra os povos indígenas a partir da retratação de conflitos por terra na Amazônia. Evoca a memória do massacre de índios isolados, cometido na gleba Corumbiara, no sul de Rondônia, em 1985, durante o período militar. Ficha técnica: Vicenti Carelli, 117min, 2009.

Comentário: o documentário possibilita a reflexão sobre a relação dos povos indígenas com nossa sociedade e a violência cometida contra as populações. Mostra o modo como as populações consideradas isoladas são afetadas pelas decisões políticas e interesses econômicos dos empresários e governantes.

Recomendado para educadores, ensino Médio e EJA.

Já se encontra no youtube no link:

http://www.youtube.com/watch?v=2sKHJ6GdUf4

Pajerama

Sinopse: curta metragem em animação inspirada na cidade de São Paulo e sua relação com o território indígena e com a história. O personagem indígena anda na floresta, e em sua caminhada encontra elementos urbanos que interferem em seu território.

Ficha técnica: Direção e roteiro Leonardo Cadaval, produzido por Mayra Lucas e Paulo Boccato, 9min, 2008.

Comentário: a animação possibilita a reflexão sobre o encontro da realidade indígena com nossa sociedade. Leva-nos a refletir sobre a expansão do espaço urbano e o modo como o crescimento da cidade se impõe à memória, história e território.

Recomendado para educadores, Ensino Infantil, Fundamental , Médio e EJA.

 

Belo Monte, Anúncio de uma Guerra – Filme

Sinopse: documentário mostra os conflitos entre empresas, governo federal e população indígena e ribeirinha, causados pelo projeto de construção de hidrelétrica na Volta Grande do Rio Xingu, na cidade de Altamira, no Pará, que causará impactos ambientais irreversíveis afetando a vida da população local. O documentário mostra depoimentos dos indígenas e retrata a sua realidade atual.

Ficha técnica: Criação coletiva e independente. Produzido por  André Della, BeatriVilela e Francisco Della. 1h:44min. Ano:2012

Comentário: esse filme mostra a realidade dos povos indígenas e seus conflitos com os projetos governamentais e internacionais que não respeitam a diversidade cultural. Permite uma reflexão profunda a respeito da nossa relação com os povos indígenas e a apreensão de sua realidade atual, além de nos fazer refletir sobre a preservação ambiental.

Recomendado para os educadores, Ensino Médio e EJA.
Mais informações: http://www.belomonteofilme.org

Pachamama – o filme

Documentário e filme sobre a viagem de Eryk (o diretor) pela floresta brasileira em direção ao Peru e à Bolívia, onde encontra a realidade de povos historicamente excluídos do processo político de seus países e que pela primeira vez na história buscam uma participação efetiva na construção do seu próprio destino. É uma pequena odisseia de trinta dias pela realidade amazônica e andina, que revela um continente em ebulição, perpassado pela cultura milenar andina (em torno de 15 mil anos), que irradia pelo continente sul americano substancia primordial na constituição de novos paradigmas políticos.

Ficha técnica: Direção, fotografia câmera e roteiro Eryk Rocha
Montagem Eryk Rocha e Eva Randolph
Direção de fotografia Eryk Rocha
Som direto Daniel Chaves e Rafael Pinheiro de Araújo
Música Aurélio Dias
Desenho e edição de som e mixagem Aurélio Dias
Produção executiva Leonardo Edde e Daniela Martins
Produtores associados João Carlos Nogueira e Laboratório do Tempo Presente / UFRJ
Consultoria histórica Francisco Carlos Teixeira da Silva
Assistente de direção Juan Posada
Produção Urca filmes e Aruac Produções
Produtor associado João Carlos Nogueira
Assistente de montagem Cecilia Pestana e Raquel Gandra
Assistente de produção executiva Juliana Capelini
Produtor de finalização Juca Diaz
Produtor de finalização de som Maria Byington
Tradução de quíchua Josefina Crespo de Aranibar
Tradução de aimara Alvaro Cristian
Distribuição VídeoFilmes
Filmado em janeiro e fevereiro de 2007 no Brasil (Porto Velho, Abunã, Rio Branco e Assis Brasil), Peru (Iñapari, Puerto Maldonado, Mazuko, Cactcca, Ocongate, e Cuzco) e Bolivia (El Alto, La Paz, Potosí, Santa Cruz de la Sierra). Brasil, 2008.

Comentário –  Um depoimento do diretor, é importante para entendermos a importância dos processos que o filme se propõe a mostrar: “A América do Sul vive um momento particular: A terra está fertilizando a política. Não é uma experiência política tradicional, de esquerda, comunista ou socialista, mas uma experiência que vem de uma reflexão cultural, de diferentes movimentos sociais nativos, dos povos originários da cultura Inca. O que acontece na Bolívia é algo que parte da terra, da comunidade, dos indígenas, da relação sagrada do camponês com a terra. A ancestralidade desperta um novo olhar”.

Recomendado para a formação de professores/as e gestores. Se for utilizado com alunos/as de 7as a 9as séries pode favorecer a análise crítica da poesia inerente à música de Paulinho da Viola.

 

Há trechos no portal do Filme e no Youtube. Para assistir na íntegra deve-se adquirir ou locar o DVD.

 

http://www.pachamamaofilme.com.br/index.htm

 

http://www.youtube.com/watch?v=3oZdTHp5aQg

 

Recomendado para a formação de professores/as e gestores e para o Ensino Fundamental – 8º a 9ª séries e também para a Educação de Jovens e Adultos.

 

Entre Rios – a urbanização de São Paulo

Sinopse: Documentário com uma linguagem  atraente sobre a urbanização de São Paulo, com um enfoque geográfico-histórico, permeando também questões sobre meio ambiente, política. Indígenas.

Direção e realização de Caio Silva Ferraz, Luana de Abreu e Joana Scarpelini. Gênero: Documentário. Duração: 25 min. Ano: 2009.  País: Brasil Local de Produção:SP – Cor: Colorido.

Comentário –Entre Rios conta de modo rápido a história de São Paulo e como essa está totalmente ligada com seus rios. Muitas vezes no dia-a-dia agitado de quem vive São Paulo eles passam despercebidos e só se mostram quando chove e a cidade fica estagnada.  Sua relação com a questão Etnicorracial diz respeito a como a tradição indígena foi aproveitada pela lógica do projeto civilizatório europeu e depois anulada como autoria. Em vários trechos do documentário podemos fazer inferência a adoção dessa lógica e da anulação a sabedoria popular.

O vídeo foi realizado em 2009 como trabalho de conclusão no curso em Bacharelado em Audiovisual no SENAC-SP e além de ter muitas animações, apresenta vários entrevistados:  Alexandre Delijaicov, Antônio Cláudio Moreira Lima e Moreira, Nestor Goulart Reis Filho, Odette Seabra, Marco Antonio Sávio, Mario Thadeu Leme de Barros, José Soares da Silva.

Para assisti-lo acesse o portal  – http://vimeo.com/14770270